Notícias

Survey COVID-19 - 20 Abril 2020

A MIRA conduziu uma pesquisa telefónica relativa aos comportamentos e atitudes dos Luandenses com 15+ anos durante o período de Estado de Emergência, tendo sido entrevistadas 584 pessoas.

O estudo revela que a maior parte dos inquiridos demonstra preocupação com a doença (92% referiu estar preocupado ou muito preocupado), sendo que o principal motivo de preocupação se prende com a possibilidade de ficar infectado com o COVID 19 (o próprio ou familiares).

Relativamente à quarentena imposta pelo Estado de Emergência, aquilo de que os inquiridos sentem mais falta é a possibilidade de fazer uma “vida normal” (67%); o convívio com outras pessoas é outro aspecto referido.

Neste período a actividade mais frequente tem sido assistir a televisão. As notícias destacam-se em termos do tipo de programa assistido (91%), os filmes / séries (21%) e as telenovelas (18%) surgem abaixo.

Em termos de internet, 32% dos inquiridos referiu ter passado a usar mais a internet.

Da população activa entrevistada, cerca de metade não está a trabalhar por ter sido dispensada ou impossibilitada de o fazer (de referir que se incluem aqui ocupações formais e informais). 25% dos entrevistados encontra-se a trabalhar normalmente, ainda que com um período laboral reduzido ou em tele-trabalho.

 

Link para a notícia no jornal O País: https://opais.co.ao/index.php/2020/04/28/inquerito-mostra-que-luandenses-temem-contagio-comunitario-de-covid-19/

PDF